Ser Pai no Século 21

Amanha, se celebra o Dia dos Pais no Brasil. Será um tempo para agradecer a Deus pela vida deles e, também, para lembrar a importância deles nas nossas vidas.

Este será o primeiro Dia dos Pais que vou celebrar, como pai; assim que decidi aproveitar este momento para escrever algumas reflexões sobre esta questão. Minha oração é que este exercício de reflexão seja de ajuda a todos os pais que leiam este artigo, e convido todos vocês a refletir sobre o significado de ser pai. Pessoalmente, confesso que não estou muito interessado em celebrações como o Dia do Pai, prefiro celebrações cristãs (Natal, Páscoa, Pentecostes, entre outras) e mais pessoais (Batismo, Aniversario, sucessos). Contudo, tomarei o tempo hoje para tratar um tema de suma importância para as famílias e as nações.

Em Provérbios 6.17, lemos “a glória dos filhos são os pais.” Que significa isso? Se tomamos um tempo para pensar, perceberemos a importância dos pais na educação dos filhos, tanto na instrução nos caminhos do Senhor, como também no crescimento e amadurecimento pessoal deles.

Vi uma imagem recentemente que tinha o seguinte mensagem, “qualquer tolo pode ter um filho, se requer um homem para ser pai.” O mensagem mostra a essência de uma sociedade sem pais. Uma sociedade onde crianças já são pais de outras crianças. Infelizmente, ser pai não é só ter um filho, ser pai é ser modelo de vida, mentor dos nosso filhos e exemplo de vida em Cristo.

…ninguém deveria se tornar um pai, a menos que fosse capaz de instruir os filhos nos Dez Mandamentos e no evangelho, e assim torná-los cristãos.

Leia mais.

Autor: Revmo. Josep M. Rossello Ferrer,
Bispo Diocesano da Igreja Anglicana Reformada do Brasil.

 

2016-12-14T22:42:14+00:00