Anglicano simplesmente significa que nossas raízes cristãs procedem da Reforma e  da Igreja da Inglaterra. A palavra “Anglicano” vem dos termos “Ângulo-Terra”, como Inglaterra era conhecida na antiguidade. Quando a Igreja da Inglaterra começou a se expandir além das fronteiras da Grã-Bretanha, não era mais apropriado chamar as novas igrejas da Igreja da Inglaterra, assim que começou a ser chamada de Igreja Anglicana.

Atualmente, existem 110 milhões de Anglicanos em todo o mundo. Essa é a informação que encontramos na Enciclopédia Cristã Mundial. Este número inclui um pouco mais de 85 milhões na Comunhão Anglicana; mais de 21 milhões de anglicanos que professam, mas não são membros; e 7,6 milhões de anglicanos independentes em 40 países.

A Igreja Anglicana está bem estabelecida em todos os continentes do mundo e é composta de pessoas de todas as raças e nacionalidades.

Como surgiu a Igreja Anglicana?

A primeira referência sobre a existência de Cristãos na Grã-Bretanha foi registrada por Tertuliano que, em 208, fala de regiões da Ilha que haviam se convertido ao cristianismo. O certo é que, em 314, três bispos ingleses participaram do Concílio de Arles, no sul da França, como bispos da “Eklesia Anglicana.” Esse fato mostra que já havia uma igreja organizada na grande ilha. Em 597, o papa Gregório enviou uma comitiva de 40 monges, chefiada por Agostinho, para converter os habitantes da Grã-Bretanha. A obra missionária iniciada por Agostinho foi consolidada por uma segunda missão romana liderada por Teodoro.

A união das duas igrejas só aconteceu no Sínodo de Whitby, ainda bem que as tensões entre Roma e Inglaterra continuaram por toda a Idade Media. Só doze séculos depois, a igreja inglesa julgou necessário resistir à antiga intromissão papal, rompendo suas relações com Roma.

Henrique VIII não fundou uma nova igreja, mas simplesmente separou a igreja que já existia na Inglaterra da tutela e controle romanos por razões políticas, econômicas, religiosas e até pessoais. Agora bem, a Igreja da Inglaterra não foi reformada por Henrique VIII que morreu com o titulo Papal de “Defensor da Fé.” Separada e independente, a Igreja da Inglaterra continuou sua milenar caminhada na história, formando uma igreja reformada e ao mesmo tempo católica e evangélica. A Reforma na Inglaterra aconteceu no tempo do Rei Eduardo VI, e foi fruto do trabalho do Arcebispo Thomas Cranmer e outros homens de Deus. A Igreja Anglicana tem se desenvolvido rapidamente por todo o mundo e, hoje, ela é a terceira maior Igreja, depois da Igreja Católica Romana e da Igreja Ortodoxa.

Quando o Anglicanismo chegou no Brasil?

A Igreja Anglicana é a mais antiga igreja não-católica romana no Brasil, mas, a despeito disso, na análise do campo religioso brasileiro freqüentemente sua existência passa despercebida. O primeiro templo cristão construído por protestantes no Brasil foi da Igreja Anglicana, sendo também o primeiro na América do Sul, construído no Rio de Janeiro. Isto foi possível em 1810, devido a um acordo de comércio entre Portugal e a Inglaterra, no qual estava prevista a liberdade dos anglicanos construírem suas capelas em território brasileiro.

A princípio os anglicanos residentes no Brasil reuniam-se em residências e navios ingleses para realizarem seus cultos, antes da liberdade de construir capelas. Porém, as capelas não poderiam ter aspecto de templo e deveriam parecer uma casa comum, sendo proibido construir torres e ter sinos. Essas primeiras capelas ficaram subordinadas à Igreja da Inglaterra e eram somente para atender ingleses. Foram construídas capelas em São Paulo, Santos, Rio de Janeiro, Belém e Recife. Aproximadamente no ano de 1860 foi quando a Igreja Anglicana implantou as igrejas para o povo brasileiro.

O que levou a formação da Igreja Anglicana Reformada do Brasil?

Nos últimos 30 anos, ocorreram muitas mudanças no Brasil. Um grupo de fiéis cristãos observaram que muitos brasileiros estavam saindo e abandonando a Igreja. Ao mesmo tempo, muitas pessoas no Brasil ainda não haviam tido um encontro pessoal com o Jesus verdadeiro e as igrejas estavam pregando uma imagem distorcida de Deus e do Evangelho de Jesus Cristo. Também existia uma crise profunda de liderança na Igreja Brasileira, e compreendendo que não estavam só diante duma crise de liderança, mas também de santidade. Foi na confluência destes fatos que lideres sentiram um claro chamado de Deus para estabelecer um distrito missionário prosseguindo a tradição cristã encontrada na Igreja Anglicana, como uma Igreja fiel as Escrituras, aberta a razão como dom e sabedoria de Deus e fundamentada na tradição Cristã sem erros humanos. A Igreja (Anglicana) onde o Evangelho da graça é compartido de graça; o senhorio de Cristo é vivido pessoalmente e conjuntamente em comunidades, e Deus é glorificado pela sua misericórdia e graça eterna para com seus filhos.

Por que você usa um livro de orações / liturgia?

A Igreja da Inglaterra é única entre as igrejas da Reforma, porque ela entendeu que a Igreja de Roma precisava ser Reformada, mas isso não queria dizer que tudo o que havia nela era errado. Por isso, a Igreja da Inglaterra mudou tudo aquilo que havia de errado com a igreja e, ao mesmo tempo, mantendo tudo o que era bom.

O culto litúrgico tem sido a prática constante da Igreja através da historia desde o Novo Testamento ate hoje. Também, era a prática do povo de Deus no Antigo Testamento. Por exemplo, o apóstolo Paulo recita várias declarações litúrgicas da fé em suas cartas. Estas declarações (Fl 2,5-11; Col 1:15-20; 2 Tim 2:11-13) eram provavelmente usadas cada semana pelas primeira igrejas para se lembrar do que eles acreditavam. A Igreja Anglicana tem uma grande diversidade nas liturgias Anglicanas por todo o mundo, ainda assim todas elas são produto de quase 2.000 anos do ensinamento da Igreja Cristã.

Como Anglicanos, entendemos que as nossas orações mostram nossa fé e aquilo em que acreditamos. Acreditamos que a Bíblia é a Palavra de Deus inspirada e inerrante. Ela é o instrumento central através do qual Deus ensina o seu povo. Por esse motivo, cerca de 90% do Livro de Oração Comum está composto diretamente a partir das Escrituras. Nós também acreditamos que somos parte da Igreja cristã universal, ou como proclamamos no Credo: cremos na Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica. Essa igreja não começa com o Brasil do século 21, nem vai acabar com a gente. Através da liturgia, nós não nos conectamos só com a sabedoria da palavra de Deus, mas também com o povo de Deus ao longo dos tempos e com os Anglicanos em todo o mundo. Isso ajuda a evitar que os crentes em qualquer período de tempo, ou qualquer país, se afastem muito do caminho cristão.

Qual é a diferença entre a Igreja Anglicana e a Igreja Católica Romana?

A Igreja Anglicana é freqüentemente reconhecida por ser a Igreja Evangélica mais próxima da Igreja Católica Romana.

Isto é devido a que tem semelhanças entre elas. Certamente, a Igreja Anglicana usa uma liturgia  acredita nos Credos e tem bispo com sucessão histórica. No entanto, também temos muitas diferenças no culto, nas práticas, no governo e nas crenças, o que faz da nossa Igreja uma Igreja Reformada e Protestante.

Talvez a maior diferença é que os anglicanos afirmam que a Escritura e não a Igreja é a autoridade suprema na Igreja, enquanto Roma acredita no oposto. Roma acredita que o Papa é o cabeça de toda a Igreja, enquanto anglicanos e todas as outras denominações não aderem a esse ensino.

Também, existem outras questões teológicas a ter em conta, como a salvação pela graça mediante a fé; o sacerdócio universal do povo de Deus; o celibato optativo do clero; o governo sinodal da Igreja; os sacramentos, etc.

Para aqueles que gostariam de uma explicação mais profunda, recomendamos ler os Artigos Anglicanos de Fé, chamados, “Os 39 Artigos da Religião.”

A Igreja Anglicana Reformada está aqui para servir você.

Nós temos descoberto o amor de Deus e sua salvação, e sabemos que Ele deseja trazer todas as pessoas a plenitude de vida. Por favor, permita-nos orar em fé com você para receber as bênçãos de Deus.

Se você deseja receber mais informação, oração ou uma visita dos nossos Pastores, só precisa preencher a ficha da sua visita e, assim, nós saberemos como podemos servir a você melhor. Uma vez preenchida pode entregar durante o ofertório ou na saída. Não se preocupe, entregaremos para você outro folheto com a informação, se você deseja.

Lembre desta grande verdade, as bênçãos de Deus e as orações são de graça e não acreditem quando alguém pede alguma coisa em troco.

Autor: Igreja Anglicana Reformada do Brasil