Loading...
Nossa História 2017-06-01T23:50:31+00:00

A Igreja Livre da Inglaterra (FCE), à qual pertence a Igreja Anglicana Reformada, começou em 1844 como uma reação ao Movimento Ritualista, ou Movimento de Oxford, surgido naquele tempo dentro da Igreja da Inglaterra. Tal movimento quis e esforçou-se para eliminar qualquer vestígio da herança e da doutrina protestante e reformada da Tradição Anglicana. Isso chegou a causar perseguição contra vários ministros evangélicos, que eram intimados a mudar o culto em suas paróquias.

A reação dos ministros comprometidos com o Anglicanismo clássico se fez ouvir. Uma de suas vozes mais poderosas foi a do Bispo J. C. Ryle, um dos fundadores da hoje chamada Church Society, entidade dedicada a defender e fomentar o anglicanismo clássico. Outras vozes também se ergueriam, como quando em 1844 se formou a Free Chuch of England, que somente em 1863 seria registrada como uma entidade legal perante o Governo Inglês. Nos documentos de sua fundação se lê: “comprometidos com as Doutrinas da Igreja da Inglaterra, como apresentadas nos 39 Artigos de Religião, e aos princípios e práticas associadas com os princípios da Igreja Estabelecida na Inglaterra” (Fonte: Vaughan A History of the Free Church of England otherwise called the Reformed Episcopal Church).

Deste modo, a Igreja foi organizada por clérigos e leigos evangélicos da Igreja da Inglaterra, os quais desejavam preservar a prática histórica e a fé reformada da Igreja. No entanto, ainda que a primeira Capela a usar o nome da Free Church of England date de 1844, essa Igreja tem suas origens a muito mais tempo, desde as capelas evangélicas estabelecidas através da pregação de George Whitefield, calvinista e um dos pais do Metodismo, e do Avivamento Evangélico. Algumas dessas Igrejas terminaram se organizando sob o nome de “Conexão da Condessa Huntingdon” – entidade que fomentava várias igrejas livres pelo Reino. Igualmente, as primeiras comunidades da Free Church Of Englad foram associadas à Conexão, uma vez que as mesmas eram também uma conexão de capelas evangélicas independentes, e que tinham uma clara identidade anglicana. Por este motivo, ainda hoje a Igreja Livre da Inglaterra considera a “Conexão da Condessa Huntingdon” como uma Igreja mãe.

As duas igrejas tomaram caminhos distintos quando a Conexão da Condessa Huntingdon decidiu adotar definitivamente o sistema de governo congregacional. Em 1876, o Rev Benjamin Price foi consagrado Bispo pelo Revmo. Edward Cridge, bispo da Igreja Episcopal Reformada no Canadá.

As duas Igrejas tomaram caminhos distintos quando a “Conexão da Condessa Huntingdon” decidiu adotar, definitivamente, o sistema congregacional de governo. Em 1876, o Rev. Benjamin Price foi consagrado Bispo pelo Revmo. Edward Cridge, bispo da Igreja Episcopal Reformada no Canadá, conferindo à nova denominação a validade episcopal e a Sucessão Histórica.

Em 1927, a Igreja Livre da Inglaterra se uniria à missão inglesa da Igreja Episcopal Reformada dos USA. A IER organizada em 1873 nos USA pelo Revmo. Dr. George David Cummins, formalmente bispo auxiliar de Kentucky na Igreja Episcopal Protestante dos USA (PECUSA). Bispo Cummins desejava compartilhar a Palavra e Sacramento com outras igrejas não-episcopais, um fato que era proibido cada vez mais pela hierarquia da Igreja da Inglaterra e de PECUSA.

Em 1927, a Igreja Livre da Inglaterra se uniria à missão inglesa da Igreja Episcopal Reformada dos Estados Unidos. Esta Igreja, por sua vez, fora organizada em 1873 nos Estados Unidos pelo Revmo. Dr. George David Cummins, na época bispo auxiliar de Kentucky, na Igreja Episcopal Protestante dos Estados Unidos (PECUSA). Na época, Bispo Cummins desejava compartilhar a Palavra e o Sacramento com outras igrejas, não-episcopais, algo que era cada vez mais proibido pela hierarquia da Inglaterra, seguida pela liderança da PECUSA.

A partir de 1927, a nova Igreja inglesa passou a adotar, oficialmente, o extenso nome de “Igreja Livre da Inglaterra, também chamada a Igreja Episcopal Reformada no Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte”, e desde então tem mantido a prática, a tradição e a fé reformada da Igreja da Inglaterra. Seu trabalho e validade foram oficialmente reconhecidos pela Igreja da Inglaterra em anos recentes. Em dezembro de 2012, o Arcebispo de Cantuaria e York reconheceu as Ordens da Igreja Livre da Inglaterra, em conformidade com a Medida ‘Supervisão e Outro Clero (Ministério e Ordenação)’ de 1967.

Tal reconhecimento aconteceu após um processo de diálogo de três anos entre os bispos da Igreja Livre da Inglaterra, o Concílio pela Unidade dos Cristãos e a Comissão de Fé e Ordem, que recomendaram unanimemente que as Ordens da Igreja Livre da Inglaterra fossem reconhecidas. Tal recomendação foi, na sequência, aprovada pelo Conselho Permanente da Casa dos Bispos da Igreja da Inglaterra.

Em 2014, a Igreja Livre da Inglaterra recebeu as primeiras congregações locais da Igreja Anglicana Reformada do Brasil. Bispo Josep Rossello foi nomeado pelo Bispo Primaz como o Comissário para o Brasil.

História da Igreja

CLIQUE AQUI